Podcast: Quando a arte envelhece mal

Carlos Merigo, Oga Mendonça, Alexandre Maron e Túlio Custódio debatem em mais uma edição do podcast 'Braincast' a melhor maneira de lidar com obras consideradas racistas e preconceituosas.

Foto: B9/Reprodução

A primeira vez que tive contato com o questionamento de Obra X Autor foi em 2010 quando uma amiga me disse que não gostava mais de Tim Maia por causa da música 'Vale Tudo'.


Ela me disse que era por causa do trecho 'Só não vale dançar homem com homem, nem mulher com mulher, o resto vale!'


Eu, fã incondicional do Tim, achava aquilo um absurdo. Recorri à frase comum usada por muita gente nessa situação: 'Eram outros tempos'. Foi então que em 2016, Criolo anunciou que mudaria a letra da música 'Vasilhame' por conta de um termo transfóbico.


A atitude me ascendeu a questão e desde então venho abrindo o questionamento sobre o que fazer quando você se frustra com seu artista predileto. Devo CANCELAR? Tenho que deixar de gostar do que eu gosto de uma hora pra outra?


Para um artista contemporâneo, vejo que o Criolo seguiu o melhor caminho, afinal, saber corrigir os erros é mais difícil do que acertar.


Desde o clássico 'E O Vento Levou', que foi retirado de catálogos de streaming por representações racistas, passando pela série Mad Man e as recentes derrubadas de estátuas, são exemplos de questionamentos recentes sobre o que fazer numa situação dessas.


Ouça o podcast aqui:




41 visualizações
whatsapp-logo-1.png
Email Branco.png

canais oficiais

Icone Instagram branco-03.png
Youtube Branco.png

™ JAZZ MANSION. All rights reserved