O jazz de Hiromi Uehara na abertura das Olimpíadas

O maior destaque musical da Cerimônia de Abertura sem dúvida foram as músicas de videogame que apareceram em diversos momentos, mas uma artista em especial deu um charme jazzistico no evento



Para ler ouvindo: This is Hiromi Uehara


A cerimônia de abertura das Olimpíadas foi uma das mais diferentes da história, mas não pelos motivos certos. Com uma série de protocolos extremamente rígidos e sem público, a cerimônia teve uma carinha de ensaio. Entretanto, mesmo se estivéssemos em condições normais, eu acredito que não iria superar a cerimônia do Rio, que pra mim foi a mais linda de todas, sem clubismo. A música é sempre destaque nessas cerimônias, e costumam escalar artistas veteranos e revelações dos países para se apresentar. Os maiores destaques musicais dessa cerimônia em Tokyo sem dúvidas foram as músicas de vídeo game que rolaram enquanto as delegações entravam. Rolou músicas do Final Fantasy, do Sonic e vários outros jogos.


Houve um breve aceno de cabeça para a cultura japonesa antiga: um trecho do teatro Kabuki com a companhia da artista japonesa Hiromi Uehara.



As cerimônias de abertura olímpica geralmente são vitrines para estrelas nacionais, celebridades visitantes e expressões teatrais em geral. Por se tratar de um evento tão importante e que não aceita erros, a maior parte das apresentações são ensaidadíssimas e muitas vezes gravadas.


Porém, pouco antes da cerimônia da tocha, houve um momento musical eletrizante e genuinamente ao vivo: a pianista de jazz Hiromi, percorrendo as reviravoltas rítmicas e harmônicas de sua composição “Spectrum”, tão atlética quanto qualquer sprint olímpico.





É possível assistir a apresentação da artista na abertura clicando aqui

208 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo