30 de abril

dia internacional do jazz

Podcast Ser Sonoro explica relação entre humanos, sons e música

Atualizado: Jan 18

Produzido e apresentado pelo pesquisador Fernando Garbini Cespedes, o programa explora as mais inusitadas cenas musicais do mundo para contar a história da relação entre humanos, os sons ao redor e a música



Ser Sonoro - que apareceu em 2020 na lista de destaques do Spotify - é fruto de uma década de pesquisa acadêmica e baseado na tese de doutorado de Cespedes. No trabalho defendido na Escola de Comunicação e Artes da USP, em 2019, ele explora essas cenas musicais que vão desde as rodas em torno da fogueira feitas por hominídeos há milhões de anos até as raves e os campeonatos mundiais de air guitar. Os episódios ajudam a entender como nos comunicamos, seja com a fala, com sons ou com música.


Para estudar as cenas musicais presentes no podcast, o pesquisador fez viagens de campo, onde acompanhou rituais entre os Pataxó do Parque Nacional do Monte Pascoal (BA), encontros de música criada por inteligência artificial no Vale do Silício (EUA) e festivais de música do século 16 na Suíça.


"Eu falo que o podcast é uma exploração do sons do mundo que viram música, e das músicas que também criam um novo mundo. Quando a gente transporta essas músicas para outros lugares, outros cenários, a gente transporta também a paisagem sonora", comenta Cespedes em entrevista ao TAB UOL


Você pode ouvir Ser Sonoro, distribuído pela TAB UOL, em plataformas como Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e Amazon Music, entre outras. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição.


A primeira temporada tem 12 episódios; confira abaixo o trailer:



Confira aqui uma entrevista com Cespedes sobre a criação do programa.


Créditos: UOL

62 visualizações0 comentário