Art&Jazz dia 2 - baixa-410.jpg

inscreva-se no canal da jazz mansion no youtube

Grammy 2021: confira os nomes do jazz, do R&B, do RAP e do blues que ganharam a premiação

Atualizado: Mar 19

Beyoncé fez história com sua vitória de Melhor Performance de R&B por "Black Parade" no GRAMMY Awards



O Grammy anunciou seus vencedores na noite deste domingo (14). Dentre eles, Beyoncé, ganhou quatro prêmios e virou a mulher que mais levou Grammys na história: 28, se tornando também a segunda maior vencedora de Grammys viva, empatando com Quuincy Jones. 'Queen B' levou em 2021 os prêmios de melhor performance R&B, melhor clipe, melhor música de rap e melhor performance de rap.



O 28º Grammy de Beyoncé foi concedido em homenagem a Black Parade, uma celebração do poder negro e da resiliência, que ela lançou no dia do feriado que comemora a libertação de negros escravizados em Estados americanos.


"Como artista, acredito que é meu trabalho refletir a época, e tem sido uma época muito difícil", disse ela ao receber o prêmio. "Então, eu queria exaltar, encorajar e celebrar todas as belas rainhas e reis negros que continuam a me inspirar e inspirar o mundo".

Black Parade não foi a única canção premiada a refletir o movimento Black Lives Matter: a cantora de R&B H.E.R. ganhou a música do ano por I Can't Breathe. O título reproduz as últimas palavras antes da morte de George Floyd, que provocou uma onda de protestos contra o racismo e a violência policial nos EUA.


Ao receber o prêmio, H.E.R. disse que nunca imaginou "que meu medo e minha dor se transformassem em impacto" e que "é por isso que escrevo música". A cantora, cujo nome verdadeiro é Gabriella Wilson, estava acompanhada por sua co-compositora Tiara Thomas, e ela se lembra de como escreveram I Can't Breathe "via FaceTime" no ano passado.


"Somos a mudança que desejamos ver e vocês sabem aquela luta que tivemos em nós no verão de 2020. Mantemos essa mesma energia."


Os brasileiros Chico Pinheiro e Bebel Gilberto foram indicados, respectivamente na categoria de álbum de jazz latino e álbum de música global, mas não levaram os prêmios. Alguns vencedores foram anunciados antes da festa principal, em uma pré-cerimônia, confira alguns dos nomes:


  • Melhor Álbum de Jazz Vocal - “Secrets Are the Best Stories” — Kurt Elling Featuring Danilo Pérez

  • Melhor Solo Improvisado de Jazz - "All Blues" - Chick Corea

  • Melhor Álbum Instrumental de Jazz - "Triology 2" - Chick Corea, Christian McBride e Brian Blade

  • Melhor Álbum de Jazz Grande Conjunto - "Data Lords" - Maria Schneider Orchestra

  • Melhor Arranjo, Instrumental e Vocal - "He Won't Hold You" - Jacob Collier

  • Melhor Álbum de Jazz Latino - "Four Questions" - Arturo O'Farrill & The Afro Latin Jazz Orchestra

  • Melhor Álbum Contemporâneo Instrumental - “Live at the Royal Albert Hall” — Snarky Puppy

  • Melhor Performance de R&B Tradicional - “Anything For You” — Ledisi

  • Melhor Álbum de R&B Progressivo - “It Is What It Is” — Thundercat

  • Melhor Álbum de R&B - “Bigger Love” — John Legend

  • Melhor Álbum de Rap - “King’s Disease” — Nas

  • Melhor Álbum de Blues Tradicional - "Rawe Than Raw" - Bobby Rush

  • Melhor Álbum de Blues Contemporâneo - "Have You Lost Your Mind Yet" - Fantastic Negrito

  • Melhor Album de Música Cristã Contemporânea - "Jesus is King" - Kanye West

E o Grammy vai para... as performances!


Para além dos prêmios, a cerimônia de quatro horas de duração colocou bastante destaque em música ao vivo. "Eu sei que vocês não podem ir a shows há um bom tempo. Então essa noite nós estamos levando o show até você", disse o apresentador Trevor Noah. Confira algumas das melhores da noite!










Os vencedores das principais categorias


No Grammy, a categoria “Gravação do ano” é considerada a mais esperada e importante. Nesta, Billie Eilish ganhou com a canção “Everything I Wanted”. A música estava inicialmente prevista para entrar no seu álbum de estreia “When We All Fall Asleep, Where Do We Go?”, mas foi retirada por tratar de pensamentos mais íntimos. Ela e o irmão, Finneas Baird O’Connell, também venceram “Melhor Música Escrita para Mídia Visual”, com “No Time to Die”.


Megan Thee Stallion, também foi um dos grandes nomes da noite. Ela venceu em “Melhor Música de Rap”, “Melhor Performance de Rap” e “Artista Revelação”. Já o cantor Harry Styles recebeu o primeiro prêmio da carreira com “Watermelon Sugar”. O single, do álbum Fine Line (2019), teve destaque em “Melhor Performance Solo Pop”. O músico ainda foi o responsável pela apresentação de abertura do evento.


Gravação do ano: Everything I wanted - Bi