Abrindo o baú do jazz: confira os álbuns inéditos de Art Blakey e Thelonious Monk

Os álbuns Just Coolin’ e Palo Alto, respectivamente, tiveram suas gravações recuperadas e trazidas para o mundo digital da música


Art Blakey Provided by The Nash

De repente uma máquina do tempo sonora nos leva de volta o fim das décadas de 50 e 60. Anos dourados e além, ressurgem em pleno 2020, através das memórias e do som de dois artistas singulares. De um lado, Art Blakey (1919-1990) , um dos invetores do estilo bebop na bateria e um dos maiores bateristas da história do jazz. Do outro, Thelonious Monk (1917-1982), considerado um dos mais importantes pianistas do jazz e famoso pelos seus improvisos.


No primeiro cantinho do baú a gente vai encontrar Just Coolin’', da Blue Note Records, sessão de um dos quintetos (os Jazz Messengers) do inesquecível baterista, gravada no estúdio “sagrado” de Rudy Van Gelder, em New Jersey, em março de 1959. O CD tinha sido gravado há mais de 60 anos, com a formação dos Messengers que incluía Lee Morgan (trompete), Hank Mobley (sax tenor), Bobby Timmons (piano), Jymie Merritt (baixo) e Benny Golson (saxofone).


São faixas do disco Just Coolin - Art Blakey & The Jazz Messengers:

1- Hipsippy Blues

2- Close Your Eyes

3- Jimerick

4- Quick Trick 

5- M&M

 6-Just Coolin' (faixa-título)



No outro cantinho está Palo Alto, da Universal Music, com o quarteto do genial pianista-compositor tocando numa high school  daquela cidade da California, em outubro de 1968. A convite do estudante Danny Scher, de 16 anos, Thelonious aceitou tocar numa escola secundária de Palo Alto. A tape do concerto foi redescoberta e teve a licença necessária do baterista T.S. Monk (filho de Thelonious) para ser lançada.


T.S. considerou uma das melhores gravações ao vivo do pai que já ouviu e acrescentou: “Eu nem sabia que meu pai tinha se apresentado numa high school. Mas ao ouvir o tape pela primeira vez, senti – desde os primeiros compassos – que ele estava realmente muito bem”. Acompanhavam Thelonious naquela noite o saxofonista Charlie Rouse, o contrabaixista Larry Gales e o baterista Ben Riley.



São faixas do disco Palo Alto – Thelonious Monk

1. Ruby, My Dear

2. Well, You Needn’t

3. Don’t Blame Me

4. Blue Monk

5. Epistrophy

6. I Love You Sweetheart of All My Dreams


O lançamento de Palo Alto estava previsto para a data de 31 de julho, mas foi adiado e ainda não tem nova data marcada. Enquanto o álbum não vem, ouça uma seleção das melhores músicas de Thelonious Monk, com curadoria de seu filho, TS Monk!







33 visualizações
whatsapp-logo-1.png
Email Branco.png

canais oficiais

Icone Instagram branco-03.png
Youtube Branco.png

™ JAZZ MANSION. All rights reserved